LIDANDO COM A FRUSTRAÇÃO PROFISSIONAL

/, Patrocínio e Região/LIDANDO COM A FRUSTRAÇÃO PROFISSIONAL

LIDANDO COM A FRUSTRAÇÃO PROFISSIONAL

LIDANDO COM A FRUSTRAÇÃO PROFISSIONAL.

 

A frustração está relacionada à incapacidade de realizar um desejo ou atender a uma expectativa, e podemos nos sentir frustrados em qualquer área e momento da vida. Porém, quando a frustração é frequente e não conseguimos encontrar uma forma eficaz de enfrentar esse sentimento, ele pode acabar se tornando um grande problema.

A frustração profissional merece atenção especial, pois é no trabalho que passamos a maior parte do dia. Se nos sentimos frustrados na maior parte do tempo, estamos muito mais vulneráveis a desenvolver doenças físicas e psicológicas associadas a sintomas de tristeza, medo, insatisfação e baixa autoestima.

Se você está passando por um momento de frustração profissional, é preciso sair desse ciclo e mudar sua realidade o mais rápido possível. A frustração profissional pode surgir por diversos fatores, e o primeiro passo é identificar o que está acontecendo.

Veja algumas situações comuns que podem trazer frustração profissional.

Você não gosta e não tem habilidades para desempenhar suas atividades, precisa fazer um grande esforço para atingir um resultado, sente que não nasceu para isso e que poderia ser muito mais útil e feliz fazendo qualquer outra coisa.

O ambiente de trabalho é ruim e você não gosta das pessoas que trabalham com você. Você sente que seus colegas e chefes não têm nada a ver com você e não se sente bem na presença deles.

Você não vê oportunidades de crescimento e, por isso, não estabelece metas e objetivos dentro da empresa, vivendo um dia após o outro apenas fazendo a sua parte.

Se você trouxer habilidades e condições de se promover de maneira pessoal e profissional, é evidente que você fazer um planejamento de carreira e converse com seu chefe sobre suas pretensões salariais. Se não tiver perspectiva de melhoria, planeje algo novo, descubra qual atividade traz mais satisfação para sua vida e quais são seus talentos e habilidades.

Converse com seus gestores sobre isso e, se for o caso, avalie uma possível mudança de profissão e reconheça seu valor, sem esperar por reconhecimento externo. Pois quando você sabe de seu próprio valor, não depende do reconhecimento dos outros e sim de você encontrar o propósito profissional.

Descubra qual a razão de existência da empresa, quantas pessoas ela ajuda e qual seu papel nesse contexto, tenha capacidade de construir seu plano de carreira e apresente ao RH da empresa onde você trabalha. Assim, é possível saber se os seus objetivos podem ser alcançados no seu emprego atual.

A frustração profissional gera acomodação na maior parte dos casos. Embora não traga prazer, aquele trabalho ruim se torna um “lugar seguro” para se estar: a famosa zona de conforto no decorrer da carreira profissional. Nessa posição, você opta por fazer sempre o que é mais fácil e conhecido e isso faz com que você que pense em outras possibilidades, e se se você tem domínio sobre a sua função e ganha um salário, não é mesmo?

O comodismo no trabalho é negativo porque afeta todos os âmbitos da sua vida. Ele não causa apenas tédio, mas também gera atitudes e hábitos nocivos. São escapes que essas pessoas buscam para canalizar a sua frustração profissional. Busque descobrir aonde precisa corrigir as lacunas da sua carreira profissional e desenvolva elementares como objetivos de sucesso e não de frustração.

 

Cássio Amaral – Professor e Coordenador Fomento de Emprego e renda Prefeitura de Patrocínio.

Por | 2019-09-17T19:15:09-03:00 setembro 10th, 2019|News, Patrocínio e Região|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixe um Comentário